20 de novembro de 2007

Vinhos Turcos


Ponto de venda de vinhos da Capadócia. Companhia Turasan - Ürgüp, Capadócia.

A Turquia é o quinto produtor mundial de uvas e produz vinho há 6000 anos. No entanto, só há cerca de uma dezena de anos é que a produção vinícola na Turquia ganhou maior qualidade e prestígio.
O prestígio crescente que o vinho tem vindo a adquirir na Turquia, tem provocado repercussões importantes no aumento da sua produção e consumo. Por outro lado, têm também sido feitos esforços no sentido da criação de um espaço no mercado global para os vinhos turcos. No entanto, só dois por cento das uvas produzidas na Turquia são utilizadas no fabrico de vinho, e o consumo anual de vinho é de cerca de 50 milhões de litros por ano, ou seja, menos de um litro por pessoa.
O Estado turco, através da marca Tekel, detém cerca de 90 por cento da produção de vinhos na Turquia. Apesar disso, não consegue competir em termos de qualidade com algumas companhias privadas, com particular destaque para a Doluca e Kavaklıdere.
A companhia Doluca foi criada em 1926 e localiza-se junto ao Mar de Mármara. A companhia Kavaklıdere foi fundada em 1932, localiza-se em Ancara, mas utiliza uvas de todo o país. É o maior produtor privado de vinhos e exporta cerca de 20 por cento da sua produção para o Japão, Estados Unidos e União Europeia. Estas duas marcas têm sido reconhecidas internacionalmente com vários prémios e medalhas. Nos últimos 35 anos a marca Kavaklıdere foi distinguida com 115 prémios internacionais.
Na Turquia não existe o hábito generalizado de acompanhar uma refeição com vinho, quer em casa, quer nos restaurantes. Para além disso, a cerveja e o rakı, considerado a bebida nacional da Turquia, ocupam o topo das preferências dos Turcos em termos de bebidas alcoólicas.
Nem todos os restaurantes da Turquia servem bebidas alcoólicas. Quando visitar a Turquia, tenha esse factor em atenção na altura de escolher um restaurante, caso pretenda acompanhar a sua refeição com vinho ou com outra bebida alcoólica. Também nem todos os supermercados vendem bebidas alcoólicas, mas há várias lojas especializadas na sua venda.

5 comentários:

Miss Slim disse...

Oi Lídia :)

Eu pessoalmente, não sou fã de vinhos. E em geral de bebidas alcoolicas, sinceramente não me desperta atenção - Água e sumos naturais, é mais comigo.

Mas o meu Amor, gosta de quando em vez de 1 copo de Bom vinho.

Quando estivemos de férias, trouxe umas garrafas dai, dizem que são muito perfumados, logo devem ser bons :)

Bjo amiga e fica bem :)

Eduardo Luz disse...

Lídia, belo post o dos vinhos. E gostaria de pedir a tua permissão pra resumir e colocar estas informações lá no Da Cachaça pro Vinho pois comecei uma secão nova ( A Hora do Vinho) justamente pra informar sobre os vinhos e as uvas do mundo.
E agora, me tire uma dúvida sobre a tua receita do creme de leite /romãs : no início da descrição, você diz pra misturar a farinha e o açucar na panela e depois ir adicionando o açucar aos poucos. Não é o leite e a açucar na panela e jogar o farinha aos poucos ? Eu fiz neste final de semana e como sou bem ruinzinho pra fazer sobremesas, o creme ficou muito líquido ( acho que seria melhor colocar um pouco a mais de farinha de arroz !). Mas sou teimoso e farei novamente . De qualquer maneira, coloquei em formas de gelo e dará um belo sorvete !

Lídia Lopes disse...

Eduardo,

Quanto ao creme de leite com molho de romã, tratou-se de uma distracção minha quando escrevi a receita. Voltei a repetir o açúcar, quando pretendia escrever leite. O leite é que é para ser adicionado aos poucos. A consistência obtida é semelhante à de leite-creme. Não fica muito líquido. Deve ser mexido constantemente com colher de pau até adquirir consistência e levantar fervura. Foi pena não ter corrido bem porque essa sobremesa é deliciosa. Já corrigi a gralha.
Quanto aos vinhos turcos, este post ainda vai ter continuidade. Irei falar periodicamente de vários outros vinhos turcos. Podes utilizar estas informações, mas gostaria que colocasses um link para este post.

Marcel Miwa & Nina Moori disse...

Eu e o Marcel somos apreciadores de vinhos, mas ainda não tivemos o prazer de degustar um da Turquia.

bjo,
Nina.

Eduardo Luz disse...

Lidia, grato pela retificação e claro que colocarei o link pro Cozinha Turca. Farei de novo a sobremesa ( vou esperar as minhas romãs amadurecerem) e procurarei algum vinho turco por aqui. Quem sabe, consiga encontrar e experimentá-lo numa segunda noite Turca.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...linkwithin_text='Poderá também gostar de:'