24 de maio de 2009

Tarhana



A tarhana é a primeira sopa instantânea criada pelas tribos nómadas túrquicas que viviam na Ásia central. Outras tradições gastronómicas turcas são igualmente ancestrais, tais como os pickles e os vegetais secos, entre outras.
Muitos legumes são abundantes no Verão e escasseiam no Inverno, para além de que, quando existem, não são tão deliciosos e o seu preço aumenta. Assim, no Verão, quando a variedade de legumes é imensa, as mulheres cozinham tomates juntamente com salsa, hortelã, cebolas e pimentos. Juntam depois farinha e iogurte. A massa resultante é depois fermentada durante cerca de uma semana, e é depois colocada a secar ao sol. Depois de seca é passada por uma peneira até se obter um pó fino, e é armazenada para ir sendo consumida até ao próximo ano.
Para se preparar a sopa, utiliza-se uma porção de tarhana que é hidratada durante alguns minutos, e depois cozinhada somente com água e sal ou enriquecida com tomate ou pasta de tomate. O seu sabor é único e varia de região para região, uma vez que os ingredientes utilizados na confecção do pó da tarhana diferem.
É fácil comprar tarhana artesanal na Turquia, principalmente em feiras de produtos gastronómicos ou nas feiras semanais. Também pode ser comprada em lojas especializadas (Lokman Hekim) em produtos orgânicos e naturais. Há igualmente tarhana à venda nos supermercados, mas prefira sempre a artesanal.

Como foi referido, a tarhana é diferente consoante a região onde é preparada, e também conforme a tradição familiar. Pode ser preparada da seguinte forma:

1,5 kg de iogurte * 2 kg de tomates * 3-4 pimentos verdes * 3-4 cebolas * farinha q.b. * água q.b. * hortelã * salsa

Pique a cebola, os pimentos, os tomates, a salsa e a hortelã. Cozinhe com um pouco de água até ferver. Retire do lume e deixe arrefecer. Junte o iogurte e a farinha e misture até obter uma pasta. Cubra o recipiente e deixe repousar durante três a quatro dias. Depois, amasse bem a massa, separe pequenas porções e coloque-as sobre um pano para secarem ao sol. Passe por uma peneira até obter pedaços pequenos. Coloque novamente a secar e repita o processo até obter grãos finos. Armazene em local seco e fresco ou no frigorífico.

4 comentários:

Tiago Lopes disse...

muito bom o blog..
Cumprimentos
Tiago lopes

Noémia disse...

Aquilo que a gente aprende!
Com que então sopa instantânea artesanal!
Mas isso só é possível aí no calor da Turquia não? Duvido que aqui a mistura não se estragasse antes de secar!?

CO disse...

New project. Guess who? Hope it lives!
Sempre um prazer alimentar-nos por aqui.

Baudolino disse...

Sopa instantânea artesanal. Fantástico!
Old project, hope it lives!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...linkwithin_text='Poderá também gostar de:'