13 de setembro de 2007

O Ramadão e a Culinária Turca

De acordo com o calendário lunar, este ano o mês sagrado do Ramadão (Ramazan) começa hoje e prolonga-se durante 29 dias, até ao dia 11 de Outubro.
Durante o Ramadão, alguns muçulmanos praticam o jejum (oruç), desde o nascer do sol até ao pôr do sol. No entanto, é durante o Ramadão que mais se valorizam as tradições culinárias, e talvez seja nesta época que há um maior consumo de bens alimentares.
Nesta altura, estão expostos, logo à entrada dos supermercados turcos, vários ingredientes típicos do Ramadão, nomeadamente folhas de massa especial para a confecção de uma sobremesa chamada güllaç, embalagens de şekerpare parcialmente preparado, tâmaras, entre outros. Também são colocados à venda os "pacotes do Ramadão" (Ramazan paketleri). Tratam-se de embalagens com bens alimentares que as pessoas compram e dão aos mais necessitados.

Durante o Ramadão, quem pratica o oruç faz duas refeições: o sahur e o iftar. O sahur é a primeira refeição do dia, realizada antes do nascer do sol, e o iftar acontece logo após o pôr do sol. À hora do iftar as mesas estão cheias com vários aperitivos, bebidas, sopa, pratos principais, sobremesas, frutos secos... O iftar começa com a ingestão de bebidas, geralmente doces, típicas do Ramadão, nomeadamente o şerbet e o komposto. Seguem-se elementos típicos do pequeno-almoço turco, como azeitonas, börek, queijos, tomate, pepino... Depois segue-se a sopa, elemento imprescindível no iftar, continuando o desfile de pratos até às sobremesas. Se por um lado as mesas estão cheias de iguarias durante o iftar, também estão cheias de pessoas. É tradição convidar familiares, amigos e vizinhos para essa refeição.
Antes do nascer do sol, de madrugada, em certas regiões, começa a ouvir-se o bater dos tambores. É uma tradição antiga que tem como finalidade acordar as pessoas para o sahur. O sahur é uma refeição mais ligeira do que o iftar. Ainda assim, é uma refeição substancial que pode ter börek, queijo, azeitonas, chá turco, pilav, entre outros pratos.
O pão por excelência do Ramadão é o Ramazan pidesi. Trata-se de um pão que já era consumido no Ramadão durante o Império Otomano. Um pouco antes do pôr do sol começa a sair dos fornos das várias pastelarias, supermercados e padarias do país.
Quando se começa a aproximar a hora do pôr do sol, muitas pessoas dirigem-se apressadamente para casa para darem início ao iftar, e outras aumentam as filas intermináveis nos restaurantes. Por outro lado, supermercados, lojas e afins ficam quase desertos a essa hora.
As câmaras municipais oferecem o iftar durante todos os dias do Ramadão a quem se dirigir às várias tendas que são montadas um pouco por todo o país. Trata-se de um acto de caridade para com os mais carenciados.
Após o pôr do sol também ocorrem iniciativas de entretenimento que quase sempre incluem um teatro de sombras com as duas personagens características do Ramadão : Hacivat e Karagöz. Esta é uma tradição que foi herdada do Império Otomano.

Mais informação sobre o Ramadão aqui.

6 comentários:

Ana disse...

O seu blog além de nos abrir o apetite, ensina-nos coisas fantásticas. Obrigada!

Miss Slim disse...

Amiga Lídia,
Obrigada pela Força e Carinho.
Bjo

Marizé disse...

Mais uma aula fantástica de cultura. Obrigada Lidia.

Anónimo disse...

Um dos meus blogs favoritos e visitado diariamente.........
Receitas de dar água na boca e sim, aprende-se muito com a cultura que ao mesmo tempo, nos é dada.

Obrigada Lidia,continua e muita força

SAO

Lídia disse...

Agradeço as vossas visitas e especialmente as palavras de incentivo que aqui deixam. Obrigada!

Brikebrok disse...

Aqui também estamos em pleno Ramadão, mas quanto a especialidades culinárias estamos muito áquem das sofisticadas iguarias turcas !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...linkwithin_text='Poderá também gostar de:'